Vontade de cena: A mais cara do cinema mudo

Outro dia, sem querer querendo, vi a cena mais cara da TV mundial, do seriado CSI (que aliás adoro). A base de muita computação gráfica, efeitos, super câmeras e tecnologia atrás de tecnologia.

Parei pra pensar nos efeitos que temos hoje no cinema, e me veio na cabeça: “como faziam coisas assim antes?”  E mais, “como eram as “cenas mais caras” antigamente”

Um pouco de pesquisa e pronto! encontrei a cena mais cara do cinema mudo.

O acidente de trem que vamos ver é do filme “The General” (1926) de  Buster Keatonde, e custou mais do que qualquer outra cena do cinema mudo!

Foi filmado em uma única tomada com um trem real e um maquinista “boneco”, dá até pra notar o braço branco pendurado fora da janela do condutores.

Foi uma cena tão realista que os habitantes da cidade próxima que foram até o local assistir a gravação até gritaram de horror, teve gente que chegou a passar mal pensando que havia mesmo um maquinista lá.

A cena foi filmada em uma floresta de coníferas, perto da cidade de Cottage Grove, Oregon, nos EUA.

A empresa de produção deixou os destroços no leito do rio após a cena foi filmada e a locomotiva destruída se tornou uma atração turística por quase vinte anos.

O metal do trem foi enviado para uma sucata, durante a Segunda Guerra Mundial.

Eu curti, e aqui está ela, nossa cena de hoje:

httpv://youtu.be/GmtXsWU9sEk

 

Anúncios

2 comentários sobre “Vontade de cena: A mais cara do cinema mudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s